• Lucas Araújo

O paraíso chamado... Boipeba!

Muitos estão acostumados a ir ao Brasil para locais ''mainstream'', Rio de Janeiro, São Paulo, Floripa, Porto de Galinhas, Fortaleza, Natal, etc., porém há muitos mais locais a explorar por esse Brasilzão à fora. Locais estes que são paradisíacos, pouco frequentados, onde a conexão com a natureza se faz com a maior das naturalidades.


A Ilha de Boipeba, é um desses locais. Situada a cerca de 150km a sul de Salvador-BA, faz parte do Arquipélago de Cairu e já foi eleita a segunda ilha mais bonita da América do Sul. Há diversas formas de chegarmos a ilha, desde barco a sair direto de Salvador, avioneta (mais caro e não é tão ''raiz'') ou de carro.


Nós optamos pela viagem de carro, pois deu-nos a possibilidade de fazer uma viagem incrível a começar pela travessia de Ferry Boat na Baía de Todos os Santos entre Salvador e Ilha de Itaparica, até pegarmos a famosa estrada da Costa do Dendê que é linda de morrer. O destino de carro foi Torrinhas, pequena vila com mais 500 habitantes que vive do parking de carros dos turistas que vão para Boipeba, como do transporte de barco para a ilha.


Quando organizamos nossa viagem a ilha já tínhamos o parking e transfer marcado para Boipeba com o Eri. Aconselho os serviços do Eri, que além de já conhecer há mais de 20 anos, há a possibilidade de contratarmos seus serviços para fazermos passeios pela ilha e região com uma simpatia e profissionalismo impar.


Chegando na Ilha de Boipeba, o que ela tem para nos oferecer? Paz, tranquilidade, contato com natureza, culinária de dar água na boca, caipirinha de cacau com biribiri, praias paradisíacas, piscinas naturais, um bar de ostras em um navio encalhado com o melhor pôr do sol, silêncio, pouca rede nos telemóveis, internet fraca, tudo para que possamos aproveitar a 100% as nossas férias e a nossa companhia de viagem sem distrações alheias e desnecessárias.


Nada melhor do que caminhar à noite pela praia a caminho da vila e ver o céu totalmente estrelado, perceber que os 'locais' cuidam e protegem a ilha para que ela se mantenha o paraíso que é, sem carros, sem hotéis e resorts, com a economia local a funcionar e a se proteger.


Viver Boipeba, é perceber que cada dia que passamos na ilha precisamos menos do que achávamos ser essencial para nossas vidas.




Minhas sugestões são as seguintes:


- Melhor época: Novembro, está calor e não está cheio pois não é época alta!

- Dinheiro: Levar algum em notas pois é complicado levantar dinheiro, porém 99% dos lugares da ilha aceitam cartão.

- Reservar passagem do Ferry Boat com hora marcada, facilitando a viagem até a ilha de carro.

- Aproveitar o Beach Please para organizar estadia, transfers, passeios, etc..


Locais a visitar:


- Praia de Moreré

- Caminhada da Praia da Boca da Barra até a Praia de Moreré

- Piscinas Naturais de Moreré

- Piscinas Naturais de Castelhanos

- Ponta de Castelhanos

- Coroa Grande

- Praia de Bainema

- Vila de Boipeba

- Portal das Ostras


Restaurantes para comer:


- Na Ponta de Castelhanos, comer Pastel de Lagosta acompanhado de Cacau com Biriri.

- Na Cova da Onça, comer uma Moqueca de Lagosta no Restaurante Boa Vista.

- Nas Piscinas Naturais de Moreré, aproveitar o Bar (flutuante) do Raimundo e provar as maravilhosas caipirinhas de frutas.

- Na Praia de Moreré, comer uma Moqueca de Camarão com Banana da Terra no Restaurante Paraíso.

- Na Vila de Boipeba, jantar um Filet com Molho Gorgonzola acompanhado de um Spaghetti ao Alho e Óleo no Restaurante Varandas, 100% italiano.

- No Portal de Ostras, deliciar as maravilhosas ostras com uma cervejinha gelada ou água de côco (ao pôr do sol).

- Na Vila da Barra, tomar um gelado de fruta no Picolé da Ilha.

- e tantas coisas mais...



Instagram: @lucasaraujo.11


0 visualização

Newsletter

©2020 by Beach Please Travel.